Chapada do Araripe

Situada na divisa entre Ceará, Pernambuco e Piauí, a bacia do Araripe é reconhecida internacionalmente como um dos mais completos e ricos depósitos de fósseis do planeta. Plantas, sementes, frutos, insetos, anfíbios, répteis e dinossauros. Tudo está ali, gravado na rocha há centenas de milhões de anos, constituindo o mais expressivo e raro patrimônio paleontológico do país.

Mas não foi apenas a imensa quantidade de fósseis que fez a região do Cariri cearense ganhar o posto de berço da paleontologia nacional. A preservação dos vestígios a torna especial. Tanta riqueza, no entanto, acabou atraindo a atenção de aventureiros com interesses nada científicos. O contrabando de fósseis ainda é um dos principais obstáculos na luta pela preservação do valioso tesouro paleontológico.

A região, na verdade, torna-se um imenso oásis em meio à secura do sertão nordestino. Quem acha que por ali só se vê mandacarus e outras espécies típicas de caatinga, leva um susto ao se deparar com a primeira Floresta Nacional criada no Brasil, um tapete verde com 160 quilômetros de extensão por 50 quilômetros de largura, e abriga diversas espécies vegetais e animais, algumas em processo de extinção.

Romaria de Nossa Senhora das Candeias

Teve início na noite de ontem, 29 de Janeiro uma das maiores romaria do ano. O evento ocorre em Juazeiro do Norte, a  493 quilômetros de Fortaleza. Sendo a terceira maior romaria realizada anualmente no município, espera-se fiéis de toda região.
Realizada há 124 anos, a Romaria de Nossa Senhora das Candeias  se destaca por reunir romeiros em caminhada com velas acesas nas mãos durante a procissão de encerramento do evento. A romaria foi criada por Padre Cícero, que foi devoto da santa.
A procissão de encerramento sai da Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, onde está localizado o túmulo de Padre Cícero. De lá, segue pelas ruas centrais da cidade até o pátio da Basílica de Nossa Senhora das Dores, onde os romeiros recebem benção do Bispo da Diocese do Crato, Dom Fernando Panico.

Trilha Riacho do Meio

O Parque Ecológico Riacho do Meio situado em Barbalha é uma área de vegetação densa, com interessantes trilhas que passam por duas fontes naturais de águas cristalinas e uma vista privilegiada para o vale do Cariri.
Nela observa-se a preservação da fauna e flora nativas do Araripe, com raras espécies endêmicas, como o soldadinho-do-araripe. Lá também se localiza a “pedra do morcego”, o lugar onde Lampião e seu bando de cangaceiros utilizavam como acampamento ou esconderijo, quando estavam na região.
Além disso, a área do parque oferece um circuito de trilhas que dão acesso aos pontos mais expressivos do local, oferecendo a oportunidade de apreciação e observação, como também de estudo, das características da fauna e flora promovendo o incentivo aos diversos segmentos do turismo como: ecoturismo, turismo científico e etc.

Índios Cariris

O modo de vida dos indígenas que aqui habitavam mudaram com a descoberta do território brasileiro pelos lusitanos. O homem branco queria dominar o território a seu modo, impondo trabalho escravo aos índios e tentando amansá-los de alguma forma com o ensinamento do Cristianismo (catequização), em detrimento da cultura peculiar que eles preservavam.
Como movimento de resistência dos índios, algumas tribos indígenas da região Nordeste formaram a Confederação dos Cariris, e em 1683, tentaram recuperar os vastos hectares de terra que os fazendeiros portugueses haviam tomados.
Os Índios Cariris tinham hábitos de vida similares ao homem neolítico: com seus costumes tribais, eram liderados por um sábio e desenvolviam práticas rudimentares de agricultura, morando próximo aos rios para plantarem em terrenos férteis.
A vida na tribo era tranqüila. Suas residências eram construídas com a palha da palmeira. Usavam utensílios feitos de forma artesanal como cabaças, cuias e coités. Fabricavam seus utensílios domésticos. Dentre eles destacamos o pilão de socar, a arupemba, o abano, esteiras de palha de palmeira e artigos feitos em cerâmica como vasos, pratos e panelas onde podiam fazer seus cozidos provenientes da farinha de mandioca, (produzida em estilo rudimentar, em casas de farinhas primitivas). O bejú, a tapioca, a puba, a canjica, o cuscuz e muitas outras receitas nutritivas vieram dos nossos antepassados indígenas. Continue lendo

A expanção calçadista no Cariri

O Polo calçadista começou há 40 anos na cidade de Juazeiro do Norte. A demanda por sandálias começou pelas sandálias japonesas, onde quatro empresas tiveram a ideia de fazer estes produtos. Com isso, a atividade se expandiu, e hoje existem mais de 200 fábricas funcionando na cidade, e por sua vez, com diversos tipos de sandália: de moda, ou produzida com E.V.A, borracha ou PVC.
A partir daí, a industrialização se fortaleceu e se profissionalizou, possuindo fábricas não só no segmentos de sandálias, mas também de bebidas, refrigerantes, alumínio, alimentos, confecções, móveis, joias, laticínios, entre outras.
Com esse grande porte, o Cariri tornou-se atualmente o maior polo produtor do Norte e Nordeste, e terceiro maior do Brasil. A fabricação é mais de produtos de baixo valor, sendo assim bastante competitivos no mercado, passando a exportar  para países como Estados Unidos, França, Portugal, Espanha, Argentina, Grécia e outros, essa atividade gera atualmente cerca de seis mil empregos diretos nos três municípios.
Hoje, o Cariri faz dez coleções de sandálias anualmente para todo o país, razão que faz com que o setor não seja abalado pela concorrência chinesa, que envia somente três coleções ao mundo.

Cultura Popular (Reisado)

O Reisado chegou ao Brasil através dos colonizadores portugueses, que ainda conservam a tradição em suas pequenas aldeias, celebrando o nascimento do Menino Jesus. Em Portugal é conhecido como Reisada ou Reseiro. Já no Brasil é uma espécie de revista popular, recheada de histórias folclóricas, mas sua essência continua a mesma.

O Reisado é formado por um grupo de músicos, cantores e dançarinos que percorrem as ruas das cidades, de porta em porta, anunciando a chegada do Messias, pedindo prendas e fazendo louvações aos donos das casas por onde passam.

Apresentando diversas modalidades, o reisado é composto de várias partes: a abertura ou abrição de porta; entrada; louvação ao Divino; chamadas do rei; peças de sala; danças; guerra; as sortes; encerramento da função.

Há uma grande variedade de passos em suas danças, entre os quais pode-se destacar: do Gingá, onde os figurantes de cócoras se balançam e gingam; da Maquila, um pulo pequeno com as pernas cruzadas e balanços alternados do corpo para os lados, passo também exibido pelos caboclinhos; Corrupio, movimento de pião com o calcanhar esquerdo; Encruzado, cruzando-se as pernas ora a direita à frente da esquerda, ora ao contrário.

Essa é uma das tradições populares mais ricas e apreciadas do folclore brasileiro, principalmente na região Nordeste.

Mostra Sesc Cariri de Culturas

A Mostra Cariri é um acontecimento consolidado no calendário anual do estado com abrangência nacional fortalecendo e difundindo o fazer teatral e musical como um acontecimento referencial na região. Assim, a décima quinta edição da Mostra Sesc Cariri de Culturas que acontece de 08 a 13 de novembro será produzido com atividades culturais múltiplas, que serão desenvolvidas durante sete dias na Região do Cariri.
Por sua natureza eclética, reunirá ingredientes necessários, que poderão representar novas possibilidades de organização e criação no setor cultural. Esse evento de grande importância na região reúne povos de várias culturas para prestigiar a diversidade de artes produzidas no país.

Nova Unidade

Com o pensamento de melhor atender os nossos clientes abrimos a nova unidade de nossa pousada que está localizada na Av. Dr. Floro Bartolomeu, nº 202, bem próxima a nossa central. Esta possui 18 apartamentos e diferencia-se por ter uma copa maior.
Com o objetivo de deixar ainda mais confortável para nossos hóspedes em um espaço cativante, estamos proporcionando uma variedade de produtos para recordação, com a implantação de uma loja de souvenirs na pousada central.
Nossa Pousada está localizada a menos de 200 metros da Praça Padre Cícero e também com a mesma distância da Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, onde são realizadas as romarias à Padre Cicero. Outro privilégio para seus clientes é o fato da pousada estar situada no centro comercial da cidade de Juazeiro do Norte.

Padre Cícero

Padre Cícero Romão Batista é o grande símbolo da região do Cariri. Nascido na cidade do Crato em 24 de março de 1844,foi ordenado dia 30 de novembro de 1870, quando retornou ao Crato para ensinar latim e dirigir a paróquia da cidade. Ficou conhecido por suas participações na política e pelos milagres que realizou. O ano de 2012 foi marcado pelas discussões em torno da aceitação da sua santidade pela Igreja Católica. O milagre mais conhecido aconteceu em março de 1889. Ao participar de uma comunhão na capela de Nossa Senhora das Dores, a hóstia oferecida á beata Maria de Araújo se transformou em sangue. O fato repetiu-se e o povo considerou como um milagre autêntico do derramamento do sangue de Jesus Cristo. As toalhas com as quais se limpou a boca da beata ficaram manchadas de sangue e passaram a ser alvo de veneração de todos. Para ser elevado a condição de santo pela Igreja Católica, o individuo deve passar por três etapas: o primeiro é venerável servo de Deus, o segundo, beato, e o terceiro, santo. Venerável é o título atribuído a uma pessoa morta, á qual se reconhece ter vivido as virtudes de maneira heroica. Para que um venerável seja beatificado, é necessário o reconhecimento de um milagre e para a canonização, o reconhecimento de um segundo beato. Filiado ao Partido Republicano Conservador (PRC), o padre foi o primeiro prefeito de Juazeiro do Norte e em 1926 foi eleito deputado federal.