Casarão do horto em Juazeiro

Muitos romeiros que vem para Juazeiro do norte, vem em busca das festividades religiosas, e pagar promessas a padre Cicero “Padin Ciço”, e aproveitam o passeio para conhecer o casarão do horto e museu vivo onde, e encontrado momentos que padre Cicero viveu em tamanho real que dão uma sensação de estar diante da presença de padre Cicero, que são representados em resina de poliéster, que faz a imagem parecer real.

O Casarão do horto, se encontra  no alto da Serra do Catolé, de onde é possível ter uma visão panorâmica de Juazeiro do Norte, deslumbrante que por si só já vale a viajem, o espaço abriga os ambientes e as peças do Museu Vivo de Padre Cícero des de 1999, os romeiros que por ali transita tem a sensação de estar trilando os mesmos passos de padre cicero pois o lugar transborda sentimentos do padre que por si desperta forte sentimentos em seus fieis.

O Casarão do horto, era o local preferido do Padre Cícero Romão Batista para os seus retiros espirituais, local esse que foi e continua sendo um lugar de paz para quem ali passa, para quem vem uma vez um lugar que nunca sairá da mente e para quem vem com mais frequência lugar que sempre volta com carinho.

Na sala das orações ainda se encontra afixado um enorme quadro do Sagrado Coração de Jesus adquirido por Padre Cícero em Roma, há mais de 100 anos. Provavelmente a opção do religioso pelo lugar foi motivada pela semelhança com o Monte das Oliveiras.

O Casarão do horto, e mesmo um lugar muito querido por todos de Juazeiro do norte, e lugar de muita curiosidade para quem tem vontade de visitar, o sentimento de estar na presença de padre Cicero e único, e dificilmente haverá outro lugar que leve o devoto de podre Cicero tão perto de seu santo padroeiro.

Padin Ciço e sua vida politica.

Muitos conhecem padre cicero “Padin Ciço” como, padre apenas que ajudava seus fies que lutavam contra a seca no sertão e se indignava com algumas situações extremas da época, embora tudo isso seja relevante, ele foi também politico e vou tentar falar um pouquinho dessa historia.

Proibido de exercer as funções eclesiásticas, padre cicero ingressou na politica nomeado pelo governador do ceara na época Nogueira Acioli, o primeiro prefeito de Juazeiro do norte, como prefeito estimulou agricultura de subsistência, levou para o campo modernos descaroçadores de algodão e conseguiu que os trilhos da Rede de Viação Cearense chegassem ao Cariri. disse Padin Ciço certa vez que entrou para politica por que não teve outra alternativa.

Nomeado como prefeito a época, tinha pessoas que apontavam como verdadeiro administrador  o Doutor Floro Bartolomeu da Costa especie de eminencia politica do religioso, padre cicero também foi eleito como vice governador e deputado federal, porem não assumiu os cargos para não abandonar os fieis .

Certa vez em  entrevista aos seus 87 anos Padin Ciço declarou. “Em vez de se salvar o País com impostos e empréstimos, os dirigentes da pátria devem criar um novo ministério, destinado especialmente a desenvolver as nossas riquezas naturais, as grandes riquezas que Deus nos deu. Faça-se, pois, o Ministério das Minas e Florestas. É assim que se deve crescer, e não vendendo o país aos estrangeiros. Eles comem as bananas e nos atiram as cascas.” E continuou: “E, se for possível, criemos também o Ministério de Culto, Ensino, Ciência, Higiene e Bons Costumes, para melhor realizar a reconstrução moral do país.”

Críticos mais contundentes afirmam que padre Cícero “Padin Ciço” foi padrinho, amigo e protetor de Lampião. Tais vozes garantem que, em 1926, ele providenciou que o cangaceiro fosse nomeado capitão pelas autoridades federais, com o objetivo de combater a Coluna Prestes. Os cangaceiros, sabe-se, tinham forte religiosidade. Coincidência ou não, seu declínio político veio com a decadência do cangaço.

E essa e apenas mais uma parte da longa historia de nosso Padin Ciço.

Passeio das almas em Juazeiro

Muitas pessoas que vem vistar Juazeiro do norte perguntam oque e o passeio das almas, o passeio das almas, foi o nome dado pelos populares de Juazeiro de norte ao acontecimento que ocorre uma vez por ano que é a abertura do santuário São Francisco de Assis ou pra quem preferir ‘ Igreja dos franciscanos’, santuário esse que foi anunciado sua construção em novembro de 1953 e sua entrega no dia 6 de janeiro de 1956.

O santuário enche os olhos de quem vem visitar Juazeiro do Norte sua estrutura diferenciada  atrai olhares que se perdem diante de tanta beleza, e uma pena que nem todos que olham essa beleza não possa entrar para espiar um pouco por dentro, pois o santuário e aberto apenas uma vez no ano geralmente quando acontece as romarias, e depois disso passa o resto do ano fechada, levando a frustração de alguns turistas que vem visitar juazeiro, fora de sua data de abertura e deixando um gostinho de quero mais.

A igreja dos franciscanos também tem muitas relíquias de santos o que atrai muitos romeiros curiosos para ver alguma coisa que pertenceu a seu santo de devoção, o que fortifica sua fé ainda mais e acaba sendo um lugar que quem vão quer sempre voltar para ter a mesma experiencia fantástica que o lugar proporciona.

A igreja foi construída em cima de um terreno que pertencia ao padroeiro da cidade Padre Cicero, “Padin Ciço”, para quem preferir dado esse que muitas pessoas não sabem, mais quando descobrem desperta um sentimento ainda maior de visitar o local.

O passeio das almas, se baseia nisso, a visitação da igreja dos franciscanos, que atrai muitos vistantes e romeiros, que ficam admirados pela beleza, essa e só mais uma atratividade de Juazeiro do norte, se não veio visitar ainda visite, e faça o passeio das almas você também.

 

Tudo se encontra em Juazeiro

Muitos ouvem falar que na 25 de março (em São Paulo) você encontra tudo que precisa…

Mas não e só la que as pessoas encontram grande variedade de de produtos de todos os gostos e preços, os cidadãos de Juazeiro do Norte estão acostumados a ter uma 25 de março na rua São Pedro.

O Mercado Central de Juazeiro do Norte é uma pequena mostra de um lugar onde se vende de tudo: panela , temperos, relógio, brinco, pulseira, óculos, roupa o que você imaginar. É como se fosse uma 25 de março (que fica em São Paulo) dentro de um mercado em Juazeiro do Norte (que fica na Rua São Pedro).

Onde também os turistas em geral costumam ir para adquirirem suas lembranças para guardar como recordação da vinda em Juazeiro do Norte, para as pessoas que aqui vivem já é uma rotina encontrar o que se precisa no mercado central e fazer suas compras rotineiras la.

Mas por ser uma cidade turística em algumas datas do ano o Mercado municipal fica lotado normalmente, a movimentação se intensifica principalmente por conta da romaria do ciclo natalino, na cidade segundo dados da secretaria de desenvolvimento , turismo e romarias, circulam pelo município a cada Dezembro cerca de 200 mil pessoas, já a camará de dirigentes logistas calcula um publico flutuante diário de 10 mil pessoas das cidades circunvizinhas e outros estados, um numero bem alto de pessoas que circulam a cidade e passam pelo Mercado Central.

O mercado central não e só um lugar onde se encontra de tudo e também um ótimo atrativo turístico, um chamariz para novas visitas na cidade, o que  não só a deixa mais conhecida, como também fomenta a economia e trás melhor qualidade de vida a muitas famílias que dependem do comercio e muito disso vem da grande rotatividade de turistas que por aqui passam.

 

Arte em Juazeiro do norte

Juazeiro do Norte é considerada um dos lugares com maior manifestação cultural, motivada por ser uma  cidade com grande crença religiosa

Com o volume de fiéis romeiros que vem e vão, fazem da cidade assim conhecida não só no Brasil mais em toda America latina, título motivado por grande influência de Padre Cícero.

A arte local também se destaca, e surgiu ainda na época de Padre Cícero, que incentivava o artesanato local, e via arte como forma de proporcionar renda, e trabalho para as famílias de Juazeiro do norte.

Com essa cultura enraizada a cidade virou um berço de artistas, que fomenta a economia da cidade e a deixa cada vez mais conhecida, com artistas conhecidos nacionalmente e internacionalmente, enriquecendo não só seus nomes e o nome da cidade como o nome do Brasil também.

Muitos buscam inspiração nos grandes personagens da cultura local e regional como Padre Cícero e Lampião, no próprio sertanejo ou representando as tradições, seja nas festividades religiosas, como também nas danças (reisado, lapinha, etc). Na arte, diversificam peças em madeira, palha, couro, barro, ferro, gesso e até mesmo a literatura de cordel que dá força à xilogravura. Tudo isso fruto da criatividade, com a imaginação de cada artista retratando a realidade do Juazeiro feita por gente inteligente que agrega grande valor a cidade e a quem adquire suas peças.

Quem visita a cidade se espanta positivamente, com o volume de artistas espalhados pela cidade e se encanta mais e mais a cada passo dado conhecendo novas artes, e vislumbrando a grande beleza da cidade que por si só já e uma obra de arte.

Se despertou a vontade de conhecer Juazeiro do norte com esse artigo não perca tempo seja você devoto de padre Cicro, ou admirador de belas artes, venha viver uma bela experiencia, por que viver bem também e uma arte.

 

Monumento Padre Cicero

Conhece a história da construção do Monumento Padre Cícero?

No início de 1967, o recém-eleito prefeito de Juazeiro do Norte, Dr. Mauro Sampaio, estava dando uma aula como administrador, um dia no inicio de sua gestão, certa vez recebendo uma carona ate a prefeitura, foi lhe dito que um beato havia dado uma sugestão para construção de uma herma, lá no Horto. Seria uma forma de homenagear o Padre Cícero, e ai começa toda historia do monumento de Padre Cicero.

Então ele foi questionado sobre o que achava disso?

E sua resposta foi:

_Que herma que nada meu ‘Padin Ciço merece muito mais do que isso.Vamos e construir um monumento,você tem todas as condições para realizar uma obra capaz de ser um ponto de referência da gratidão do povo de Juazeiro ao seu grande benfeitor; mais do que um projeto turístico de grande envergadura, capaz de eternizar, na memória regional, a gratidão dos juazeirenses e de todos os romeiros.

E foi lhe dito que era caro demais.

_Que nada, quanto a isso, o Gumercindo Ferreira tira de letra. Na base da administração direta.

e Quem faria esse projeto?

Ele se deslocou ate fortaleza para encontrar quem o fisese, e não encontrou ninguém,  nesse meio tempo aconteceu um fato interessante. A Faculdade de Filosofia do Crato estava organizando uma Exposição de Artes Plásticas e foram convidados, pelo seu Diretor, professor José Newton Alves, para integrar a Comissão Julgadora, juntamente com as professoras Maria dos Remédios e Sílmia Sobreira. Ao final da abertura da exposição, tiveram a oportunidade de adquirir uma das obras premiadas: O primeiro lugar, um quadro de Abrão Batista, retratando o Cristo. Quando estávamos na fila, para adquirir uma outra peça premiada, uma estátua da Mulher Rendeira, saindo da própria almofada, muito original, uma apressada senhora furou a fila e adquiriu a obra. Chegou diante do escultor laureado, sorrindo, e disse.

_É duro ser cavalheiro! Perdi a chance de adquirir a sua mulher rendeira e, quando já ia me retirar, caiu a ficha, e perguntou em seguida.

– Você seria capaz de construir uma estátua, um monumento?

– É minha praia, disse ele. Meteu a mão no bolso interno do seu paletó e retirou um maço de fotos: Monumento do Jegue de Patos; Monumento do Vaqueiro etc.

– Você acaba de ser “intimado” para construir o monumento do Padre Cícero, lá em Juazeiro!

E o talentoso artista plástico, o pernambucano, Armando Lacerda, representante comercial da Cinzano, construtor de monumentos, por esse Nordeste, rindo, aceitou a incumbência. Chico Bento, empresário de transportes e amigo do Armando, prontificou-se em levá-lo a Juazeiro, na segunda-feira. Quando Armando Lacerda chegou à prefeitura, já vinha com uma proposta definida em mente. O monumento teria 7 metros de altura, fora a base… Um assombro! Acertou os detalhes da matéria-prima, um barro preto lá de Barbalha, para construção do protótipo. Numa noite de quinta-feira, fomram à casa do Armando, para ver o protótipo. A primeira dama, Dayse Sampaio, doutor Mauro e ele. Uma surpresa! Armando havia optado para erguer uma estátua de 12 metros e não 7. O modelo do protótipo media 1,20m. Esse modelo foi presenteado ao Doutor Mauro. O passo seguinte era arranjar um local adequado para iniciar a montagem do modelo da estátua. Um amplo galpão. O velho armazém da antiga usina de algodão da P. Machado, na Rua São Paulo, esquina com a São Francisco. Foi o escolhido e aprovado. Durante a construção da modelagem da estátua, Armando Lacerda tomou uma decisão surpreendente. O modelo foi redimensionado para ter 17 metros, fora base, e não mais os 12 metros, imaginados anterior-mente. O engenheiro Rômulo Ayres Montenegro ficou encarregado de realizar os cálculos de engenharia da base e da estátua. O resultado foi além do esperado e o doutor Mauro inaugurou o monumento, no início de novembro de 1969.

E essa e a história de como surgiu o monumento de padre Cicero, monumento esse que traz milhares, de fiéis e romeiros para a bela Juazeiro do norte.

 

 

 

Costumes de Juazeiro do norte

Muita gente vem para Juazeiro do norte visitar, fazer turismo, pagar promessas etc, mais já se perguntou qual será os costumes do povo de Juazeiro do norte?

Nessa matéria vou falar alguns deles pra você, vai achar um tanto curioso aposto, e quando visitar além de conhecer melhor os costumes e o jeito do povo de Juazeiro, vai também realizar alguns deles

Numero 1 dar três voltas na bengala da estatua de padre cicero.

É comum, ao visitar a Estátua do Padre Cícero que fica localizada na colina do Horto em Juazeiro do Norte, dar três voltas ao redor da Bengala como forma de agradecimento por ter chegado até ali, e também como uma maneira de cumprir um ritual.

Numero 2 dar uma volta no Passeio das almas.

Algumas vezes durante o ano a parte superior da Igreja do Franciscano, localizada no bairro Franciscanos, é aberta para visitação pública, geralmente na época das Romarias. Como fica fechada durante o resto do ano, os populares passaram a chamar de Passeio das Almas, um costume bastante comum em Juazeiro.

Numero 3 Já tomou o balsamo da vida.

A Receita é do Padre Cícero, mas hoje é vendido exclusivamente na Farmácia dos Pobres na Av. Padre Cícero, em Juazeiro. E o Bálsamo serve pra tudo! Quando criança tomava pra dor de barriga, dor de cabeça, passava no machucado, ferida. Enfim, é mesmo um santo remédio.

Numero 4 Assistir a missa de chapéu.

No encerramento de toda Romaria é tradição em Juazeiro do Norte os Romeiros e quem estiver presente, assistir a última missa do evento com o chapéu na cabeça, e no final abaná-lo como sinal de agradecimento. um dos costumes levado pela crença e pela fé.

Numero 5 Chamar refrigerante de caju de cajuína.

O nome verdadeiro é Refrigerante de Caju, mas em Juazeiro ninguém chama assim. É Cajuína, que por sinal, bem gelada, é o melhor refrigerante da região.

Costumes curiosos não…

Ressurreição de Cristo e a pascoa

A pascoa para maioria das pessoas e uma data de festividades, trocas de ovos e chocolates guloseimas em geral, mas muitos esquecem do seu real significado que e a ressurreição de Jesus Cristo o filho de Deus.

A pascoa para os Cristãos e uma das festividades mais importantes do ano pois e quando Jesus o filho de Deus que morreu por nós na cruz ressuscitou, com a pascoa vem também suas crenças e uma delas e a quaresma que começa na quarta feira de cinzas e termina no domingo de pascoa, onde os católicos são encorajados a não comer carne como forma de penitencia e respeito, ainda dentro do cristianismo também temos os protestantes que celebram a pascoa de forma diferente, os protestantes não exigem tanta restrição, eles não costumam celebrar todos os dias da semana santa como os católicos dando mais importância para sexta feira santa e o domingo de pascoa.

A semana santa começa com o domingo de ramos  que lembra a entrada de Jesus em Jerusalém, caso que levou  as pessoas a cobrir as entradas com folhas da primavera para celebrar sua chegada.

A sexta feira  santa e quando celebrado a morte de Jesus Cristo na cruz, e então com o domingo de pascoa os cristãos celebram a ressurreição de Cristo e sua primeira aparição para seus discípulos.

Juazeiro do norte conhecida como  a terra de Padin Ciço, querida por uma legião de cristãos que levam essa data muito a serio, a ressurreição de Cristo e algo que para a cidade, que além de trocar ovos e comer chocolates, leva a essa data com muito respeito e devoção.

Pra quem tinha alguma duvida sobre o real significado da pascoa, espero ter esclarecido um pouco, a pascoa é sim muito importante para muita gente gerar renda extra, reunir a família em torno de guloseimas, e presentear a pessoa amada com um belo e delicioso ovo, mas não podemos nunca esquecer que a ressurreição de cristo é seu real significado.

 

 

Aniversario de nosso Padre Cicero

Como todos sabem nosso Padre Cicero é um ícone em nossa querida Juazeiro do norte, conhecido por seus supostos milagres padre Cicero que morreu aos seus noventa anos de idade carrega consigo uma legião de devotos, devotos esses que são muito bem acolhidos por nossa querida terra, que além da hospitalidade carrega muita beleza e muitas opções turísticas para seus visitantes, que sempre querem um bis de nossa terrinha e acabam voltando pela experiencia que adquirem a cada vinda a terrinha de Padim Ciço, “Padre Cicero”.

 

Pensando nessa experiência que nossa  Juazeiro do norte eterniza nas memorias de nossos visitantes, a pousada sombra do jua, visa totalmente a experiencia que nossos hospedes vão ter dês de sua entrada até sua saída, com atendimento de qualidade, profissionais qualificados e treinados para suprir todas as necessidades dos hospedes do começo ao fim de sua jornada conosco, com quartos com chuveiro elétrico, suítes aconchegantes, café da manhã, em um ótimo ambiente familiar.

 

Um dado que poucos sabem e que Padre Cicero foi considerado um dos 100 maiores brasileiros de todos os tempos, o que só reforça o quanto sua tragetoria  em seus noventa anos de vida impactou e continua impactando, a vida dos brasileiros.

 

 

Entre os milagres mais famosos de Padre cicero, um dos mais conhecidos é o milagre da hóstia, foi um suposto fenômeno sobrenatural, ocorrido em nossa Juazeiro do norte, em 1889, segundo relatos da época varias eucaristias administradas por Padre Cicero, teriam se transformado em sangue, que era recolhido em lenços pelo padre, julgando-o ser o próprio sangue de cristo, o fenômeno teria se repetido  47 vezes em especial nas quartas e sextas- feiras da quaresma e outros dias, até o dia da ascensão.

Essa e uma pequena parte da grande trajetória de nosso Padim Ciço.

Gostou?

Não deixe de nos segui nas redes sociais, Facebook, instagram.

 

 

 

 

Corpus Christi Juazeiro do Norte

Cristãos em Juazeiro do Norte

Sabemos que Juazeiro do norte movimenta grande volume de cristãos, por ser a terra do querido padre Cicero ‘Padin Ciço’.

Mas também tem muitos outros movimentos religiosos que atrai os cristãos para essa bela cidade, como a paixão de cristo, que inclusive se comemora o feriado municipal no dia 30/03. Fora o feriado tem também as famosas encenações da paixão de cristo onde os cristãos, veem de perto a morte e a ressurreição de Jesus, levando muita emoção  e comoção aos religiosos. Continue lendo