×

Finados é chance de buscar paz e misericórdia

Romaria de Finados

Finados é chance de buscar paz e misericórdia

Finados para o romeiro é oportunidade de cumprir sua promessa de viagem ao “santo” Juazeiro

A Porta Santa da Basílica Santuário Nossa Senhora das Dores acolhe os milhares de peregrinos que chegam a Juazeiro do Norte para vivenciar a experiência romeira por ocasião da Romaria de Finados, aberta oficialmente ontem (29) e com encerramento na quarta-feira, dia 2.

Neste Ano Santo da Misericórdia, vindos de ônibus, caminhão pau-de-arara, carro, motocicleta e até de bicicleta os romeiros chegam à “Terra do Padre Cícero Romão”, alimentados pelo amor a Deus e pela devoção a Nossa Senhora das Dores.

Para o romeiro, não existe desafio que impeça o cumprimento de sua promessa de viagem ao “santo” Juazeiro, lugar que por muitos é considerado a “Terra Prometida”, a “nova Canaã”. Tudo isso porque é no município juazeirense que o fiel reabastece o seu coração com a Palavra de Deus e a Eucaristia, vivenciando a mística da romaria através da misericórdia do Pai.

Romaria em duas rodas

Nem mesmo o sol escaldante, as dificuldades financeiras ou a distância são motivos para desistir. A experiência do prefeito eleito da cidade de Feira Nova-SE, José Carlos é prova disso. O romeiro enfrentou 608 km de bicicleta para participar da Romaria de Finados deste ano.

Finados reúne romeiros sobre duas rodas
Finados reúne romeiros sobre duas rodas

“Agradeço, primeiramente, a Deus porque com certeza foi Ele que me deu saúde e muita determinação para concluir a viagem. Em vários momentos, senti dor de cabeça, sede, dor nas pernas, fome e nem mesmo tinha lugar para dormir.

Tudo era motivo para desistir, mas pela permissão de Deus e a intercessão do Padre Cícero, conseguimos chegar aqui”, declara emocionado.

O devoto José Marcos Santos também cumpriu a promessa feita ao Padre Cícero Romão. “Ao longo do trajeto, tivemos problemas com a bicicleta, mas também fomos bem acolhidos pela população das cidades que passamos.

Tudo isso para agradecer o que fui atendido pela intercessão do meu padrinho”, pontuou sobre os desafios que enfrentou durante a viagem.

Túmulo do ‘Padim Ciço’

Ao chegar a Juazeiro, muitos romeiros buscam estar na Basílica Santuário Nossa Senhora das Dores para realizar suas orações, rezar na Capela do Santíssimo Sacramento, visitar o túmulo de Monsenhor Murilo de Sá Barreto, reconciliar-se com Deus através do sacramento da confissão na Capela do Encontro e participar da Santa Missa.

Porém, o ponto de maior visitação nesta romaria consiste no túmulo do Padre Cícero Romão, localizado na Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

O local fica repleto de rosas e objetos que são depositados pelos fiéis para serem ‘abençoados pelo Padim Ciço’. Assim que chegou a Juazeiro, o romeiro Erinaldo Pereira, do município de Belo Jardim-PE, se esforçou em fazer sua visita ao túmulo.

“Para mim é muita emoção estar aqui. Já passei por muitos problemas para conseguir fazer essa viagem com a minha família. O primeiro lugar que eu visito é o túmulo do meu padrinho Cícero para pedir sua proteção e agradecer”, disse.

Por Ingrid Monteiro – Amex
Acesse matéria original

Deixe uma resposta

Seu email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*