×

Os números de visitações aos museus no Cariri confirmaram a vocação da região para o turismo científico

Os números de visitações aos museus no Cariri confirmaram a vocação da região para o turismo científico

Passear no Cariri não se limita apenas em conhecer a realidade atual. O passado dessa região tem muito a mostrar. Tal valor está contido nos achados de milhões de anos, como os fósseis em bom estado de preservação que chamam a atenção de estudiosos de várias partes do mundo.

Esse valor revela muito do ser que habitou nesse território no Nordeste. Isso faz do cariri um grande polo de turismo científico, que registra um crescimento anual em números de visitantes.

Os museus de Paleontologia e a Fundação Casa Grande, em Nova Olinda, registraram juntos, somente no ano passado uma visitação de quase cem mil pessoas. O que deixa esses locais entre os mais visitados da região.

memoria Fundação Casa Grande
O local não fecha durante nenhum dia na semana, e funciona nos horários das 9 horas às 17 horas. Os artefatos lá localizados, vão desde cerâmicas a material utilizado em pedra pelos índios que residiam na região.

Museu de Paleontologia
Desde meados dos anos 80 foi criado um museu que se tornou um dos mais importantes do período cretáceo do planeta, onde existem fósseis de espécies que viveram na região há mais de 115 milhões de anos. Desde répteis, insetos, pássaros, mamíferos e plantas.

As réplicas encontradas chamam muito a atenção dos visitantes, até pelo caráter lúdico dos dinossauros e répteis voadores, que imprimem curiosidades por essa ciência, gerando um interesse que torna a cidade de Santana do Cariri um verdadeiro museu a céu aberto, por conter fósseis em praticamente toda parte da cidade.

Alojamento
Geralmente o período de alta estação coincide com uma visitação maior de famílias no museu. Já nos outros meses do ano, há uma participação maior de estudantes, que se deslocam por meio de excursões à região. Inclusive, já possui um espaço de apoio, com a construção do Centro de Pedra (CDP), para alojamento dos alunos, com sala de aula no local.

Presença de Estudiosos Estrangeiros
Os estudiosos brasileiros tem presença constante no museu, mas há muitos estrangeiros que buscam desvendar mais desse material raro encontrado na região. Alguns deles, com tecido mole preservado.
Os guias atendem os visitantes e recebem uma bolsa para aprender e ensinar ao mesmo tempo. Ambos acompanham as pessoas e são responsáveis por passar informações importantes a respeito desse potencial científico que a região apresenta.

Mais informações:
Museu de Paleontologia de Santana do Cariri
Telefone: (88) 3545-1206

Fundação Casa Grande
Telefone: (88) 3546-1333