×

patrimônio da humanidade

patrimônio da humanidade

Juazeiro do Norte, Crato e Nova Olinda se reúne para tornar a Chapada do Araripe um Patrimônio da Humanidade, reconhecido pelo UNESCO

Acontece esta semana, I Seminário Internacional do Patrimônio da Chapada do Araripe, entre os dias 6 a 9 de agosto.

O objetivo é apresentar a importância do Geoparque, como também discutir sobre os próximos passos para o reconhecimento do título.

Na programação do evento estão debates, exposições, espetáculos teatrais, oficinas, shows. Bem como a inauguração de três importantes Museus para a região.

 Juazeiro do Norte inaugura o Museu Casa do Mestre Nena, no Bairro João Cabral.

Crato inaugura o Museu Casa do Mestre Raimundo Aniceto, no Bairro Seminário.

Nova Olinda inaugura o Museu Casa Oficina de Dona Dinha, no Bairro Vila Alta.

Na busca do reconhecimento da Chapada do Araripe como Patrimônio da Humanidade, estarão  presentes agentes culturais da região, mestres da cultura popular, palestrantes internacionais e nacionais, pesquisadores de Marrocos e Portugal e representantes institucionais, tanto do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico e Nacional (IPHAN) como também da Associação de Gestores Culturais do Algarve.

O Seminário conta também com apresentações dos grupos de tradição, espetáculos no Teatro Patativa do Assaré em Juazeiro do Norte, juntamente com Shows na Fundação Casa Grande em Nova Olinda.

Os encantos que levam a Chapada de Araripe, como Patrimônio da Humanidade

Chapada do Araripe, tem 160 km de comprimento e 50 km de largura, formada há mais de 150 milhões de anos.

Uma muralha erguida entre os estados do Ceará, Pernambuco e Piauí. Verdadeiro Patrimônio da humanidade, coberto por uma exuberante vegetação, grutas e fontes naturais.

Apesar de estar no meio do semiárido nordestino, o Cariri tem vegetação farta e é chamado de “Oásis do Sertão”. A região é conhecida, consequentemente pela riqueza geológica do período cretáceo, com fósseis de 90 a 150 milhões de anos.

Definitivamente, um patrimônio da humanidade com representações de todos os reinos da biodiversidade. Em suma são mais de 300 animais e 200 espécies vegetais registrados.

Dentre as descobertas da região do Cariri, está o Santanaraptor placidus, um dinossauro carnívoro que podia chegar a 2 metros e meio de altura.

 

A reserva florestal de Araripe, tem registro de algumas aves raras que estão ameaçadas de extinção. São elas o Jacu, o vira-folha, o soldadinho do Araripe, a Araponga do Nordeste e o Pintassilgo do Nordeste.

A Chapada do Araripe com sua rica história, seus registros arqueológicos e a abundante flora e fauna que definitivamente impressionam não só pela beleza como também, pela importância cultural e social, tem certamente, motivos para se tornar Patrimônio da Humanidade.

Enfim,  você, conhece a região do Cariri? Tenho certeza que irá se surpreender.