×

ceara

Comentários desativados em Pousada Sombra de Juá

Pousada Sombra de Juá

Nossas acomodações são um dos nossos maiores diferenciais

Com um toque de sofisticação e um ambiente caseiro e tranquilo, a Pousada Sombra de Juá é a melhor opção para quem busca um local com boa localização e estrutura, com uma recepção informatizada, aonde você vai sempre contar com um atendimento personalizado. Unindo uma arquitetura moderna ao charme e conforto, o hotel oferece aos hóspedes ótimos apartamentos, que proporcionam a todos uma noite de sono tranquila e confortável. Continue lendo

Descoberto no Cariri um fóssil de pássaro de 115 milhões de anos

Ave do tamanho de beija-flor viveu no antigo supercontinente de Gondwana.
Trata-se de um dos fósseis de pássaro mais antigos da América do Sul.

Pesquisadores descobriram, aqui em nosso quintal (Chapada do Araripe), Nordeste do Brasil, um fóssil de pássaro excepcionalmente completo do período Cretáceo Inferior. A ave foi encontrada em uma rocha de 115 milhões de anos. Trata-se de um dos fósseis de pássaro mais antigos na América do Sul.

O espécime, encontrado em nossa região, no Ceará, tem o tamanho de um beija-flor. O fóssil ainda conserva grandes penas na cauda, que ainda apresentam traços das cores originais, e plumas ao longo do corpo. Os autores sugerem que as longas penas tinham função sexual ou de reconhecimento de espécie, e não estavam relacionadas ao equilíbrio ou ao voo.

Concepção artística feita através do fóssil do pássaro de 115 milhões de anos
Concepção artística feita através do fóssil de pássaro de 115 milhões de anos

“Apesar de ser um pássaro jovem e pequeno, esse novo fóssil é uma descoberta muito importante para a compreensão da evolução dos pássaros no paleocontinente de Gondwana. Este fóssil é uma verdadeira jóia da paleontologia brasileira”, diz o pesquisador Ismar de Souza Carvalho, diretor do Instituto de Geociências da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e um dos autores da pesquisa, que foi publicada nesta terça-feira (2) na revista “Nature Communications”

Os pesquisadores observam que, apesar da juventude do pássaro, a estruturas de suas penas são parecidas com as dos pássaros adultos modernos.

A maioria dos fósseis de pássaros do período Cretáceo já descobertos até hoje, segundo os pesquisadores, foram encontrados no nordeste da China.

Foi a partir deles que se obteve o conhecimento sobre como evoluíram as penas dos pássaros. Agora, com o novo fóssil brasileiro, o conhecimento sobre a estrutura e função das penas pode ser ampliado.

Você já se sentiu curioso de conhecer uma área de pesquisa, onde os Paleontólogos trabalham dias a fio para fazer essas descobertas, que as vezes demoram anos ou até décadas?

Se sua reposta foi sim, deixe seu comentário, pois estamos montando um grupo de pessoas, guiadas por profissionais de turismo, para conhecer esses pontos nas proximidades de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha.

Fonte: G1 – Ciência e Saúde

Data Magna: Pioneirismo na abolição é o motivo para feriado

“Por que o Ceará é Terra da Luz e berço da liberdade?” – Esta frase cunhada por José do Patrocínio, em uma conferência em favor da abolição.

Essa frase que colocamos no início de nossa matéria nos remete ao pioneirismo do Estado neste importante momento histórico que foi a libertação dos escravos, em 25 de março de 1884, quatro anos antes da assinatura da Lei Áurea.

Feriado no Ceará em função da Data Magna
Feriado no Ceará em função da Data Magna

O Estado do Ceará é muito mais do que a terra do sol, sendo protagonista e designado assim de berço da liberdade. Daí a sábia denominação do abolicionista. Este ano, pela primeira vez, pudemos comemorar este relevante fato histórico.

Essa atitude foi concretizada há mais de 100 anos e tem repercussão até hoje. Mas, em 1º de janeiro de 1883, a Vila do Acarape, atual Redenção, emancipou seus escravos há menos de um ano antes da província do Ceará. Assim, Redenção é conhecida como Rosal da Liberdade.

Outro momento importante no processo de abolição no Ceará foi a participação dos jangadeiros que também aderiram ao movimento e, em janeiro de 1881, fecharam o porto de Fortaleza ao embarque de escravos. Eles eram liderados por Francisco José do Nascimento, conhecido como Dragão do Mar ou Chico da Matilde. O revolucionário mulato de Canoa Quebrada foi nomeado prático da Capitania dos Portos, convivendo com o drama do tráfico negreiro. A história registrou seu brado literário!

Não é à toa que o Palácio do Governo é denominado de “Palácio da Abolição”, o que mais uma vez nos remete à simbologia deste fato histórico. A abolição foi importante para a consolidação da diversidade do povo e da cultura brasileira. Representa não só um marco político, mas também social e cultural.

A capoeira, a umbanda, o candomblé e o maracatu são algumas heranças da cultura africana que fazem parte do nosso povo. Dessa forma, nada mais justo tornar o dia 25 de março a Data Magna do Estado.

Parte dessa matéria tem conteúdo de uma artigo do jornal O Povo, escrito pelo Deputado Estadual, Lula Morais.